terça-feira, 21 de julho de 2009

Há dias assim

Há dias em que me apetecia não ter a mente sempre a mil, a superanalizar tudo microscopicamente. Adorava ser daquelas pessoas que conseguem, de facto, manter tudo muito simples.

Há dias em que começo a escrever aqui e quando o texto vai a meio, lembro-me que muitos de vocês me conhecem. Apago tudo e não ponho nada. É a auto-censura a funcionar na perfeição.

Há dias em que devia estar quieta e não deixar aqui nada. Hoje é um desses dias.

2 comentários:

Momentos disse...

Compreendo perfeitamente o que dizes. Comentámos este assunto, um dia, junto a uma piscina, em terras do sul. Lembras-te? Liberta. O desafio é enorme, mas traz um sabor doce. Não apagues as palavras que te prolongam. Solta-as e não as justifiques, a não ser que te apeteça.
Beijinho

Paulita disse...

Como te entendo...! Bjs