quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Quem não anda à chuva, também se molha!

Tudo começou na cozinha. Um dia, ao abrir o frigirífico senti as pantufas molhadas... WTF? De onde vem isto? Lá percebemos: da máquina da roupa que a cada lavagem "cospe" mais de metade da água. Vem o senhor da loja onde a comprámos, olha durante 7 minutos para a dita e conclui: «O problema não é da máquina. É aquele cano lá atrás que está a deitar água. E como o problema não é da máquina, tem de nos pagar a deslocação no valor de 50€.» Depois de mandar uns palavrões para o ar e pedir desculpa pelos mesmos, lá pagámos. Entretanto, aguardamos para breve a visita do Sr. canalizador. Não lavar roupa é impossível e, de cada vez que o fazemos, o chão da cozinha fica... alagado!

Hoje, depois de pequenas molhas entre a porta do prédio e o carro e vice-versa, chego a casa, descalço-me, ponho o pé em cima do tapete da sala e... isso mesmo! Encharcado! Começo a olhar, abro a porta da varanda e toda ela era um pequeno lago. E assim, comprovei que aquele pequenino buraco lá em baixo, tem mesmo uma função: escoar a água da chuva! No entanto, é preciso que não esteja entupido...

Com duas divisões da casa em franca concordância com o estado do tempo, esperemos que amanhã acorde sã, salva e seca!

2 comentários:

Poupinhas disse...

Também já me aconteceu..lol
kissKiss

Peruca de Tule disse...

:S

Bom... podia aqui vir cuspir apenas "Que seca!", mas acho q isso seria demasiado incongruente.

Boa sorte. Força nisso!

BeijOooOOoOO