terça-feira, 2 de junho de 2009

Há coisas que só devemos guardar para nós...

Ou pelo menos revelá-las só em determinados contextos (que não incluem os laborais).

Telefonema com um senhor que trabalha connosco há algum tempo:

Eu - Então, como está R.?
R. - Assim-assim...
Eu - Realmente está com uma voz... Está contipado?
R. - Não, não... Aliás, vim agora de casa que tenho um problema de gases.
Eu - Pois...

Caro R., isso é too much information!!!!

Enfim, as melhoras!

6 comentários:

*B* disse...

lol

Pensando bem podia ter sido pior! Podia ter sido pessoalmente!


Beijinho, Matryoshka*

Poisoned Apple disse...

Bem... nem eu dava uma resposta dessas! Quer dizer, a ti dava, mas isso não conta :P

Intruso disse...

lolol

Algodão Doce disse...

Acho que neste caso dispensavas a informação extra...Mas enfim há gente que não se contém :)
Bjinhus

Blog do Óbvio disse...

No Brasil falamos:"Em boca fechada não entra mosca". Falemos só o necessário. Conversar é bom, mas informar, só com objetividade, né?
Bjus. Manoel Eduardo - Brasil.

Paula disse...

Decididamente...há coisas que não queremos mesmo saber em relação às pessoas com quem trabalhamos!
Como é que vais voltar a conseguir falar com o R. sem te lembrares da história dos gases?! É impossível!