quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Aplausos!

Finalmente, alguém reage à ilegalidade e vergonha a que muitas pessoas são sujeitas repetidamente. Parabéns ao Carga de Trabalhos. Aqui.

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Sem Abrigo

Começo a escrever. Em alguns dias tenho saudades tuas. Depois páro e recomeço. Em alguns dias, tenho saudades de quem eu era contigo. Refaço novamente. Algumas vezes, tenho saudades do conforto que sentia quando estava contigo. Agora, sinto que acertei. Não é de ti que vem a saudade, nem tão-pouco de mim. Prefiro-me agora. Do que sinto falta é da sensação de segurança que nunca mais repeti. É do aconchego, daquele aperto como se fosse um abraço que nos faz «sentir em casa». Continuo. Agora, é só vulnerabilidade. Houve momentos em que esse abraço invisível quase existiu mas, em todos eles, nunca passou de um vislumbre. E eu sabia-o. Páro e releio o que acabei de escrever. Pergunto-me porque te dirigi este texto. A resposta salta de imediato. Porque és a minha única testemunha. Entristeço-me e preocupo-me (características tão minhas). Já sei tudo o que me vão dizer, perguntar, comentar comigo e entre si, depois de lerem isto. E é quando ganho a certeza. Estas palavras não são tuas. São só sobre mim. Fim.

sábado, 24 de outubro de 2009

Bom fim-de-semana!


Título: S/T
Autoria: Gonçalo Afonso Dias

:(


A minha orquídea morreu. Quero outra!

Ontem à noite...

Surgiu a seguinte conversa:

Senhora - Nome?
Eu - Blá blá blá
Senhora - Idade?
Eu - 29. (Agora que penso nisto acho que lhe disse que tinha 28...)
Senhora - E vem de onde?
Eu - Não faço a mais pequena ideia!

Toda a gente tem direito a pirar de vez em quando, certo?

P.S. A verdade é que não ouvi bem a pergunta da senhora...

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Faça-se luz

As novas tecnologias facilitam-nos a vida. Quanto a isso, ninguém tem dúvidas. O progresso tecnológico é amigo do ambiente. Disto, também ninguém duvida. As máquinas de lavar roupa consomem menos água, os detergentes poluem menos e os carros têm vindo a reduzir as emissões de CO2. Tudo coisas muito boas, é certo. No entanto, há um aspecto neste campo onde a poupança de energia é rainha, que me deixa os cabelos em pé... ou outras coisas na mão. Refiro-me aos sistemas de poupança de luz que funcionam detectando o movimento. Seria uma ideia genial, não fosse deixar-nos completamente às escuras, em pleno acto da natureza, por essas casas de banho públicas país afora. Uma vez que as ditas luzes só se acendem quando há movimento, quando não há, apagam-se. E convenhamos, enquanto estou a fazer um chichi, não estou propriamente a dançar o chachachá! Portanto, às cegas, lá vou eu balançando os braços para baixo e para cima, até que se faça luz. E se algumas luzes cedem após duas braçadas, algumas são mais teimosas e exigentes e tenho de aguardar até estar a postos para balançar-me um bocadinho mais. Aos cientistas, vendedores, donos de cafés e restaurantes, o meu bem-haja pela atitute pró-ambiente, mas da próxima vez que pensarem em instalar uma dessas geringonças, lembrem-se: Poupança energética sim, mas com sensores verdadeiramente inteligentes!

P.S. Uma vez que estas luzes não me escolhem só a mim para se apagarem quando mais precisamos delas, qualquer dia surge no Facebook um grupo anti-luzes "inteligentes" nas casas de banho públicas. Vão por mim...

domingo, 18 de outubro de 2009

Como transformar uma boa noite numa manhã... azeda!

O restaurante era óptimo, com boa comida e simpatia. A companhia foi muito boa. Horas a fio a pôr a conversa em dia que confirmam, sem sombra para dúvidas, muitos anos de amizade. O pézinho de dança acompanhado da caipirinha (que entretanto acabou?!) e as risadas permanentes. Sexta-feira foi uma boa noite... Não fosse teres vomitado no meu colchão!

Ok, estás perdoada ;)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

I Gotta Felling...

... Que há talento e boa disposição!

Na semana de recepção ao caloiro, alunos de Comunicação de uma universidade no Canadá (UQAM) fizeram este vídeo. Para além de bem muito bem feito, conseguiram gravá-lo em apenas 2h15 minutos! Quem sabe, esta seja uma boa promessa de novos profissionais de Cinema e Televisão. Para ouvir (bem alto) e ver!


sábado, 3 de outubro de 2009

Bom fim-de-semana!


Título: Amália
Autoria: João António

Descansadamente só

Finalmente tenho um momento de puro relaxe no sofá... Parece que passo toda a semana a correr. Começa logo de manhã quando o despertador toca, prolonga-se durante o dia de trabalho e só termina mesmo ao fim do dia depois de ter tentado resolver pequenas pendências que, inevitavelmente, se acumulam na vida de todos: ir aos correios, ir a uma consulta no médico, passar nas finanças, ir ver a mãe, o pai, a avó e a irmã, as amigas que não estão esquecidas, embora pareçam... Conjugar tudo isto com as pequenas obrigações diárias pode tornar-se verdadeiramente desgastante. Os momentos de sossego escasseiam e os que existem são passados a planear a agenda dos dias seguintes. E se não tenho saudades dos tempos da escola, sinto muita falta do tempo livre que essa condição oferecia. A parte mais assustadora de tudo isto é saber que não vai melhorar. Aliás, a tendência será sempre para piorar: as responsabilidades crescem para além das nossas possibilidades e levam-nos (muitas vezes) o discernimento e o equilibrio a que tamanha correria obriga! Dito isto, a minha noite será passada em casa, entre a Fox Life e a leitura do «Barroco Topical» que já se prolongou para lá do aceitável. E não vale a pena insitirem: não vou!